Crescimento da popularidade da linguagem ameaça liderança da Phyton no segmento, diz índice mensal TIOBE.

A linguagem de programação estatística R estabeleceu um novo recorde no índice mensal de popularidade de linguagem de programação TIOBE. Algum tempo atrás, parecia que o Python havia vencido a batalha da programação estatística, mas a popularidade de R ainda está aumentando.

A linguagem R é a grande surpresa de julho do índice mensal de popularidade da linguagem de programação TIOBE. A lista mensal classifica as linguagens de programação pela popularidade, com base no número de hits do mecanismo de pesquisa que cada linguagem retorna.

A linguagem de programação R estabeleceu um novo recorde passando da posição 9 para a posição 8 este mês. Existem duas tendências que podem ter impulsionado a linguagem R, de acordo com Paul Jansen, CEO da TIOBE Software:

  • Os dias de linguagens estatísticas comerciais e pacotes como SAS, Stata e SPSS terminaram; universidades e institutos de pesquisa adotam o Python e o R para suas análises estatísticas;
  • Muitas estatísticas e mineração de dados precisam ser feitas para encontrar uma vacina para o novo coronavírus. Como consequência, linguagens de programação estatística fáceis de aprender e usar, ganham popularidade agora.

Se Jansen estiver correto sobre a segunda tendência, os desenvolvedores podem não querer pular imediatamente para aprender R; sua popularidade pode fracassar se (e quando) uma vacina da Covid-19 for encontrada e os níveis de análise de dados voltarem ao normal, permitindo que o Python continue na liderança como a linguagem de programação estatística mais popular.

As 10 principais linguagens permanecem estáticas, praticamente sem movimento entre elas: C, Java, Python, C++, C#, Visual Basic e JavaScript continuam sendo as mais dominantes.

Outros movimentos interessantes deste mês, segundo Jansen, são: a linguagem Rust passou da 20ª para a 18ª posição; Kotlin da 30ª à 27ª; e Delphi/Object Pascal, da 22ª à 30ª posição no ranking.

De acordo com a empresa, o índice permite que os desenvolvedores verifiquem se suas habilidades de programação ainda estão atualizadas ou tomem uma decisão estratégica sobre qual linguagem de programação deve ser adotada ao iniciar a construção de um novo sistema de software.

Fonte: CIO