A Apple apresentou o iOS 14 oficialmente durante a conferência de abertura da WWDC 2020, realizada em formato totalmente digital por causa da pandemia do coronavírus. Entretanto, em meio a todas as novidades do sistema operacional para iPhones, um recurso ficou de fora — e acabou descoberto nos códigos da plataforma.

Segundo o site 9 to 5 Mac, um recurso de pagamentos via leitura de QR Codes ou código de barras tradicionais foi adicionado ao Apple Pay e já se encontra escondido no aplicativo da Wallet.

Pela imagem obtida, trata-se de um simples sistema de transação: você usa a câmera do celular para escanear o código e fazer a transferência de dinheiro na hora, sem precisar do cartão de crédito físico ou de entrar em contato com terminais e maquininhas.

A tela obtida mostra um passo a passo de como usar o sistema de pagamentos.Fonte:  9 to 5 Mac

A ideia é que a plataforma também funcione de forma oposta, com o Wallet gerando um QR Code para ser lido. Pela localização da API, a função provavelmente será integrada a outros aplicativos instalados no celular. Essa forma de transação é bastante popular na China, principalmente a partir do ecossistema do WeChat, da gigante Tencent — e esse é um mercado que a Maçã está há tempos tentando conquistar.

O recurso foi identificado no beta 2 do iOS 14 e, curiosamente, ficou de fora da apresentação na WWDC 2020, o que pode significar que ele ainda não está pronto para uso. A revelação da próxima geração de iPhones, tradicionalmente marcada para o mês de setembro, pode ser o próximo palco do anúncio. Outra possibilidade é a ativação dele no primeiro beta público do sistema, que deve sair ainda em julho.

Fonte: Tecmundo