Buscando alternativas para continuar a lançar seus produtos em meio às sanções impostas pelo governo dos Estados Unidos, a Huawei desenvolveu o seu primeiro desktop proprietário, que conta com hardware e software desenvolvidos na China. A novidade foi vazada por um canal chinês no YouTube, na última sexta-feira (3).

O novo PC não teve os detalhes revelados pela marca asiática, mas de acordo com o YouTuber responsável pelo vazamento, ele utiliza um processador Kunpeng 920 baseado em arquitetura ARM. O chip, construído em 7 nm, possui oito núcleos e clock de 2,6 GHz, trabalhando com memória RAM de 16 GB da Kingston e uma GPU Yeston RX550.

Todo este conjunto fica em uma placa-mãe Huawei D920S10, que traz seis entradas Sata III, dois slots M.2, duas portas USB 2.0 e uma USB 3.0 e as conexões HDMI e Gigabit Ethernet. Já o armazenamento de dados é feito em um disco SSD de 256 GB, enquanto o sistema operacional é uma versão criada pela própria fabricante, baseada em Linux, de 64 bits.

Conforme a análise (veja acima), o computador possui algumas limitações, como a falta de suporte para aplicativos de 32 bits, uma loja de apps bastante limitada e que exige pagamento extra para sua utilização, além de dificuldades para rodar vídeos em 4K, apesar da promessa da fabricante de compatibilidade com esta resolução. O canal chinês afirma se tratar de um PC para tarefas básicas, como navegação, edição de textos e trabalhos leves em escritórios.

Fonte: Tecmundo