A Google apresentou várias novidades para os usuários do “Programa Proteção Avançada”, direcionado a perfis de alto risco, como ativistas, jornalistas, integrantes de campanhas políticas, executivos e funcionários de setores regulamentados, entre outros, que terão ainda mais segurança em todos os seus dispositivos.

Disponível em smartphones, tablets, notebooks e desktops, a Proteção Avançada protege as contas do Google, tanto pessoais quanto comerciais, de ataques direcionados e sofisticados, evitando as ações de possíveis invasores.

O programa agora ativa o Google Play Protect automaticamente, ferramenta de proteção integrada contra malwares no Android, que escaneia e verifica 100 bilhões de apps na loja virtual Google Play diariamente, garantindo a segurança do dispositivo, dos programas instalados e também dos dados do usuário.

A proteção está disponível em todos os dispositivos cadastrados pelo usuário.Fonte:  Google/Reprodução

Com esta mudança, o serviço apoiado por algoritmos de aprendizado de máquina será habilitado em todos os aparelhos que tenham uma conta registrada no programa, com a gigante de Mountain View passando a exigir que ele permaneça ativado sempre, para garantir uma maior proteção adicional.

Limitação para downloads fora da Play Store

Outra novidade anunciada pode não ser tão agradável para quem utiliza o programa e tem o costume de baixar apps fora da Google Play Store: a companhia fará o bloqueio deles. Esta medida foi tomada para impedir que aplicativos maliciosos sejam instalados sem que você saiba, de acordo com a companhia.

Porém, o usuário ainda poderá fazer o download de apps das lojas pré-instaladas pelo fabricante do aparelho e também por meio do Android Debug Bridge. Além disso, os apps de fontes externas instalados antes da mudança não serão removidos nem terão restrições quanto às futuras atualizações.

As mudanças estão sendo disponibilizadas gradualmente para todos os usuários do programa.

Fonte: Tecmundo