Um grupo composto por nove desenvolvedoras de aplicativos para dispositivos móveis formou uma aliança independente que busca trazer reconhecimento para o setor.

Segundo a Bloomberg, o grupo se chama “The App Coalition” e ele funciona de forma separada às gigantes dos sistemas operacionais de tablets e smartphones — ou seja, não há relações delas com Apple, Google e Microsoft, exceto a liberdade de publicar apps nas respectivas plataformas. Fazem parte da parceira empresas como Priceline (descontos em hotéis e passagens aéreas), OpenTable (de reservas em restaurantes), Kayak (planejamento e reserva de viagens) e Perry Street Software (especializada em aplicativos de relacionamento).

O objetivo é facilitar o lobby de desenvolvedoras de aplicativos no Congresso dos Estados Unidos, ou seja, negociar visibilidade e pautas que interessam ao setor diretamente com os políticos. A primeira demanda da coalização é garantir uma lei de acesso a empréstimos para startups e pequenos negócios afetados pela pandemia do novo coronavírus.

Luta política

Essa não é a primeira aliança de desenvolvedoras de aplicativos mobile, mas a “The App Coalition” é formada em um momento de maior debate envolvendo as grandes empresas de tecnologia. Além de eventuais auxílios financeiros, o grupo deve lutar por pautas de privacidade e moderação de conteúdo — mesmo que a visão seja diferente das gigantes donas das plataformas Android e iOS.

Fonte: Tecmundo